Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

23/07/2020 12:40
  • Ambulantes e trabalhadores informais recebem mais cestas básicas
Arquivo

A Prefeitura de Natal, através da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), hoje em parceria com o projeto Busão Solidário, do Seturn, entregou nesta quinta-feira (23) cestas básicas a 250 membros da Associação dos Comerciantes, Ambulantes e Trabalhadores Informais do RN.

 

Apesar da reabertura parcial do comércio há poucos dias, ainda há restrição de circulação de pessoas e, sem clientes nas ruas, as vendas continuam insuficientes. Tendo como única fonte de renda a venda direta, ambulantes e trabalhadores informais foram, e ainda são, alguns dos mais afetados pelos efeitos econômicos da pandemia da Covid-19. Para amenizar a queda na renda dessas famílias, é que chega a ação da Assistência Social do Município. 

 

“Ambulantes e informais estão praticamente parados há cerca de cinco meses. O apurado com vendas nas ruas, quando não é a única fonte renda, é um importante complemento para o sustento familiar. Por isso, a Semtas dedicou atenção especial para ajudar na manutenção da alimentação dessas famílias durante o isolamento, assistindo-as através dos programas sociais”, enfatizou a secretária da Semtas, Andréa Dias.

 

A maior parte dos que compõem a Associação dos Comerciantes, Ambulantes e Trabalhadores Informais atua nas ruas do Alecrim e da zona Norte. “Essa é a sexta entrega de cestas básicas para essa categoria profissional. No dia 30 de março, distribuímos 245 cestas básicas para os ambulantes da Praia do Meio e Praia do Forte; em abril, 247 para os ambulantes de Ponta Negra, Alecrim e Quintas; e em maio, 375 cestas para os profissionais informais do Alecrim”, lembrou a secretária.

 

A categoria não tem renda fixa. Os trabalhadores encontram formas de sobreviver pela sua própria demanda e o espaço para este comércio de rua dos ambulantes é sempre lugares públicos de maior circulação. Dentro dos ônibus, dos trens, trabalhando entre as estações, ruas movimentadas e praias, vendem toda a sorte de mercadorias. Já os trabalhadores informais, atuam em atividades esporádicas, geralmente bicos e compreendem os vendedores de porta em porta, camelôs, autônomos, catadores de material reciclável, motorista de aplicativo, feirantes, entre outros. 

 

No RN, estima-se que 635 mil trabalhadores atuam na informalidade, tendo níveis de informalidade e subutilização da força de trabalho semelhantes aos demais estados do Nordeste, mas acima da média nacional, segundo levantamento recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

 

Diante destes números e do momento de calamidade pública devido à pandemia, a Semtas intensificou e ampliou essa ação para pessoas em vulnerabilidade temporária, aquelas que tinham renda e perderam devido à suspensão das atividades econômicas pelos decretos de isolamento social que atingiu várias categorias profissionais, sendo que umas mais que outras.

 

Desde março, a Prefeitura vem assistindo a população em situação de vulnerabilidade econômica temporária por causa da pandemia da covid-19. Quando este trabalho for finalizado, nos próximos dias, mais de 24 mil cestas básicas e 250 mil máscaras terão sido distribuídas através da Semtas.



  • Notícias relacionadas




Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  

SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css